Viagem Estrada da Petrobras de bike Salesópolis – Caraguatatuba

Enfim chegou o dia que fiz a minha primeira trilha de bike de verdade. E logo qual? A estrada da Petrobras, considerada difícil e perigosa.

Realmente, o que todo mundo diz  a respeito desta trilha é verdade. É difícil e perigosa, e acrescento, não conseguimos prever tudo o que pode acontecer durante um percurso tão longo. Requer bastante preparo físico e mental.

Dia 25/09/2010, fiz esta trilha. Foram 10 horas de pedalada.

O ponto de partida foi a rodoviária de Salesópolis a uma altitude de 790m às 8h30. Saindo pela estrada que leva à Tamoios, após poucos quilometros, encontramos a entrada da trilha à esquerda. Um pequeno trecho inicial é asfaltado mas logo começa a estrada de terra e muita, muita, muita subida, compensadas por descidas sensacionais.

O tempo estava chuvoso e mais da metade do caminho foi composto por nevoeiro, garoa e neblina. Sabendo que seria difícil e longa, fui num rítmo lento mas constante. Os primeiros 26 km são marcados predominantemente por subidas, intercaladas por descidas pequenas. Neste trajeto encontrei diversos ponto com muita lama e pedras afiadas, além de buracos, dignos para um belo tombo.

Aos 26km, cheguei ao máximo de altitude da trilha, em torno de 1200m às 12h30. Este ponto é marcado por uma grande pedra(foto) onde, provavelmente, em dias ensolarados, podemos ter uma boa vista da região. Parei para um lanche e descansei uns 20 minutos antes de seguir. Até este ponto ví poucos carros, e algumas motos aventurando a trilha. A esta altura o nevoeiro estava muito forte, fechado e molhando bastante.

Ao sair deste ponto, iniciei uma grande descida onde aproveitei bastante. Pensei que teria muita descida pela frente mas estava muito enganado. Ainda enfrentaria longas e dificeis subidas.

Apesar do dia nublado, nevoeiro e garoa, foi possível apreciar bastante o lugar. Em parte eucaliptos, em outras mata fechada e um silêncio absoluto.

Pedalei bastante entercalando grande descidas com subidas nas tres horas seguintes junto com uma constante garoa. Em muitas destas subidas tive que descer da bike e seguir caminhando. O cansaço nas pernas já estava aparecendo. Felizmente durante boa parte do percurso, encontrei aguá para abastecer.

Um ponto fundamental numa trilha como esta é levar hidratação e alimentação adequada. Devido ao grande esforço e de longa duração, precisamos constantemente repor energia e líquidos. Para isto levei carboidrato em pó, que misturado à água, é rapidamente absovido pelo organismo. Além disso barrinhas de cereais e damasco seco também ajudaram bastante.

No meio do caminho cheguei à base da Petrobras onde, aparentemente fazem bombeamento dos gás ou óleo, motivo da existência da entrada. Parei para observar e tirar algumas fotos.

Voltando ao percurso, após pedalar 4 horas alternando entre subidas e descidas, finalmente estava chegando o grande momento, a grande descida de aproximadamente 4km, a última da viagem e a mais perigosa. No entanto um imprevisto: os freios da bicicleta começaram a falhar. Devido ao desgaste com lama, água, fui gradativamente perdendo a capacidade de frear até chegar ao ponto de parar a bike somente com o pé no chão.

Este momento foi tenso. A combinação de descida íngrime, curva, barranco e falta de freio é muito perigosa. Em uma dessa quase levo um tombo que ficaria marcado na história. A solução foi frear com o pé no chão onde era possível, e descer da bike e continuar a pé quando a era muito perigoso.

Esta parte realmente estragou um pouco a brincadeira mas valeu muito a pena enfrentar este desafio e chegar ao fim(não tinha outro jeito, voltar era pior). Isto atrasou em torno de 1 hora minha chegada mas no fim, cheguei.

Abaixo segue um mapa de altimetria do percurso e o mapa do trajeto.



Posted from Sao Paulo, São Paulo, Brazil.

Esta entrada foi publicada em Viagens e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

8 respostas a Viagem Estrada da Petrobras de bike Salesópolis – Caraguatatuba

  1. Fabiano disse:

    Cara, parabéns! Estou a um ano programando esta viagem e ainda não fiz.
    Sempre espero encontrar alguem para ir comigo…mas….o pessoal sempre amarela…
    Estou pensando em fazer o percurso sozinho mesmo logo no começo de janeiro…
    Alguma dica seri bem vinda…valeu..
    FABIANO

  2. mrjob disse:

    Cara,

    Recomendo a viagem mas é um desafio à parte ir sozinho. Depois de algumas horas, você entra no meio do mato e segue assim por horas, sem nada nem ninguém.

    O mais importante, na minha opinião, é estar bem preparado com a alimentação que leva e a água. Isso faz muita diferença. Levei carbohidrato em pó, glicose em forma de barrinhas de cereais e mel. A vantagem do carbohidratro é que vc mistura com a água e vira um suco. Repõe líquidos e fornece energia, pois vai precisar.

    O preparo psicologico é importante também pois o cansaço aperta também. Mantive o foco no final o tempo todo.

    Enfim, não tenho como te recomendar fazer ou não fazer sozinho. É uma decisão individual. Mas de qualquer forma te desejo boa sorte!!

    Inté.

    Rodrigo

    • VALTER DANTAS disse:

      eu vou sozinho, ainda não decidi se acampo na estrada ou se vou direto até o fim e passo a noite em caragua e no dia seguinte seguir até são sebastião, onde embarco no ônibus para mogi das cruzes

  3. LEANDRO disse:

    Cara eu e mais um amigo fizemos essa trilha sábado agora que passou (28/01/2012) uma dica que eu te dou Mrjob se vc não tiver um preparo nem vai pois nós demoramos 11 horas para terminar tem muita subida, um fato que ocorreu conosco foi um grupo de bikes de São Carlo que passou por nós em uma das inúmeras subidas fazendo parecer que nós estávamos a pé e eles de motos rsrsrs, sói volto nessa trilha se for de moto rsrsr

    • mrjob disse:

      Essa trilha não é fácil…realmente requer preparo. Mas um aspécto muito importante é psicológico. De qualquer forma é uma ótima experiência!

  4. André disse:

    Parabéns pelo desafio. Voce foi sozinho? Estou indo neste final de semana? Tem alguma informação recente da trilha? Condições da Estrada? Muito obrigado e parabéns pelo site.

    Caso tenha mais alguma informação e quiser compartilhar, serei muito grato.

  5. Tande disse:

    Fiz essa trilha em 02/01/15 com mais um parceiro entramos na estrada 4:30 e chegamos em Porto Novo 11:00.
    Não quero contar vantagens ando numa região pior que essa “Santa Branca,SP” e fizemos numa boa. Bikes boas,agua, malto, barra de cereais, e gel energetico sem apoio
    Tenho 52 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>